Presidente do União Barbarense renuncia

O presidente do União Barbarense, José Antônio Murbach, e seu vice, Roberto Mantovani Filho, não representam mais o clube. Eles renunciaram ao cargo, na quinta-feira, através de uma carta enviada ao Conselho Deliberativo. No documento, alegam problemas particulares e dificuldades administrativas geradas, segundo eles, principalmente pelo fim do passe no futebol.O presidente do Conselho Deliberativo, Paulo D´Elboux, disse que um dos membros do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) deverá assumir interinamente a presidência, já que as eleições do clube acontecem até o final do ano, provavelmente em novembro.O União Barbarense, entretanto, não é o único clube do interior paulista a criticar o fim do passe. A receita gerada pela venda de jogadores sempre foi a principal fonte de renda dos clubes do interior paulista.Outros três presidentes de times tradicionais do estado de São Paulo estão seguindo o mesmo caminho. José Mário Pavan já cogitou a idéia de encerrar as atividades do União São João, de Araras. Wilson Fernandes de Barros, há mais de 20 anos no comando do Mogi Mirim, também se mostra insatisfeito e não descarta a possibilidade de deixar o clube até o final do ano. E José Aparecido Galli deixou o comando da Matonense há menos de dois meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.