Ludovic Marin//Reuters
Ludovic Marin//Reuters

Presidente francês diz que só irá à Copa se seleção avançar às semifinais

Emmanuel Macron minimizou distanciamento: 'O que importa é que estamos todos dando suporte à equipe'

Estadão Conteúdo

16 Junho 2018 | 06h26

Poucas horas antes da estreia da seleção francesa na Copa do Mundo, o presidente Emmanuel Macron afirmou que só vai viajar até a Rússia se a equipe do seu país alcançar as semifinais. Longe do Mundial na primeira fase, Macron fez uma visita ao time há dez dias na cidade de Clairefontaine, onde a seleção se preparava, antes da viagem até a Rússia. No local, ele manifestou apoio aos jogadores e à comissão técnica e mostrou otimismo quanto às chances de a seleção nacional conquistar o título.

"O que importa é que estamos todos dando suporte à equipe. É um grupo jovem. Toda uma geração de futebol está por trás desse time", declarou o presidente, na ocasião.

 

Mas o time francês não ficará "órfão" de lideranças políticas em sua estreia, em Kazan. Ex-presidente do país, Nicolas Sarkozy estará nas tribunas do estádio, segundo anunciou a Fifa neste sábado. Sarkozy, que foi presidente francês entre 2007-2012, é um conhecido fã de futebol.

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.