Fernando Cazaes/Divulgação
Fernando Cazaes/Divulgação

Presidente reitera permanência de Luxemburgo no Flu

Treinador será mantido no cargo, pelo menos até o clássico de domingo, contra o Flamengo

AE, Agência Estado

31 de outubro de 2013 | 19h13

RIO - O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, veio a público nesta quinta-feira para confirmar que o técnico Vanderlei Luxemburgo será mantido no cargo, pelo menos até o clássico de domingo, contra o Flamengo. O dirigente disse que demorou a se pronunciar por causa de uma série de problemas relacionados ao clube. Mas disse que houve uma decisão conjunta com o patrocinador do clube, Celso Barros, da Unimed.

"Não gosto de tomar as decisões de cabeça quente, não é do meu feitio. Mas sou torcedor e ninguém gosta de perder. Então preferi tirar um tempo até a decisão ser tomada. Conversei com o Celso Barros e nenhum dos dois quer que o Fluminense termine mal o ano. Houve um consenso de que uma mexida agora poderia prejudicar o time", declarou Siemsen. Se o Fluminense perder para o Flamengo, Luxemburgo deve ser demitido ainda no Maracanã.

O técnico está à frente do Fluminense há 24 partidas. São sete vitórias, nove empates e oito derrotas, com aproveitamento de 41,6%. O time está há sete jogos sem vencer e ocupa a 16.ª posição do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos, três a mais que o primeira equipe na zona de rebaixamento, a Ponte Preta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseSiemsenLuxemburgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.