Presidente viaja para fechar venda do Getafe em Dubai

O presidente do Getafe viajou nesta quarta-feira para Dubai, aumentando as especulações de que o clube será vendido para um grupo empresarial. O conglomerado Royal Emirates Group marcou para a quinta-feira o anuncio da aquisição de um clube espanhol.

AE-AP, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 15h17

Torres confirmou que iria viajar à cidade do Golfo Pérsico, mas negou que tenha vendido o clube. O dirigente disse ao diário esportivo Marca que foi convidado pelo grupo empresarial de Dubai "com a ideia de ter encontros para buscar patrocinadores que melhorem a imagem do Getafe e para um novo nome para o estádio".

Kaiser Rafiq, sócio e diretor de gestão do conglomerado empresarial, disse que o negócio é de US$ 90 milhões e que o clube adquirido terminou o último Campeonato Espanhol entre as seis primeiras posições - o Getafe ficou exatamente em sexto lugar. O grupo é presidido pelo xeque Suhail Butti Bin Al Maktoum, membro da família real de Dubai.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGetafevenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.