Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Pressão do Equador no início do jogo preocupa Dunga

Técnico faz valer a própria tese de que enfrentará um país inteiro e evita polêmica com técnico equatoriano

AE, Agência Estado

27 de março de 2009 | 13h16

O técnico da seleção brasileira Dunga afirmou nesta sexta-feira que está preocupado com a pressão do Equador no início da partida de domingo, às 18 horas, em Quito, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Para o técnico, o adversário começará a partida empolgado pela torcida e pelas declarações recentes de seu treinador, Sixto Vizuete, que diminuiu a importância do confronto com o Brasil.

Veja também:

link Kaká está fora da seleção brasileira contra o Equador

especialVisite o canal especial das Eliminatórias da Copa

tabela Eliminatórias da Copa - Classificação

lista Eliminatórias da Copa - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Eles devem fazer uma pressão no início do jogo, e temos de estar preparados para enfrentar isso", afirmou Dunga. O técnico da seleção costuma dizer que, quando o time joga fora de casa, enfrenta não apenas os 11 jogadores do adversário, mas o país inteiro.

O treinador tentou não criar polêmica com o colega equatoriano. Durante a preparação para a partida, Vizuete afirmou que o Paraguai - adversário de sua equipe no dia - preocupava mais que o Brasil, que teria uma defesa vulnerável e jogadores com medo da altitude.

"Cada um trabalha da maneira que acha melhor. Ele deve acreditar no time dele, como eu acredito no meu", afirmou Dunga. Para enfrentar o Equador, ele não contará com a presença de Kaká, que ficará no Brasil devido a dores no pé esquerdo. Nas duas últimas Eliminatórias, os equatorianos venceram quando jogaram em casa - 1 a 0 na preparação para os Mundiais de 2002 e 2006.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.