Pressão não abala Juninho Pernambucano

Pelo menos no jogo com o Peru, Juninho Pernambucano ganhou a disputa com Robinho e ficou com a vaga de titular da seleção. Contra o Uruguai, na quarta-feira, ele ainda não sabe se joga. Seu maior adversário, porém, continuará sendo a pressão da própria torcida brasileira.Nesta segunda-feira, em Montevidéu, Juninho Pernambucano chegou a desabafar. "Sei que o Robinho é um ídolo nacional e, mais cedo ou mais tarde, vai acabar ganhando uma vaga no time. A pressão é grande, mas eu tenho que aprender a lidar com isso", disse o jogador do Lyon, da França.Juninho Pernambucano lamentou a "cultura" existente no futebol brasileiro. "Só aqui que existe esse negócio de 11 titulares. Na Europa, não é assim. Num jogo vai um, no outro jogo vai outro. Varia dependendo da partida, porque o treinador tem um grupo na mão, e não só 11 jogadores", contou.Mas ele garantiu que não vai deixar a pressão derrubá-lo. "Cada um se prepara de um jeito para as coisas. Eu me preparei, e posso dizer que não estou preocupado com nada. Estou aqui para ajudar a seleção", avisou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.