AFP
AFP

Pressionada, Uefa flexibiliza regras do Fair-Play Financeiro

Entidade ajudará clubes menores em investimentos grandes

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2015 | 18h38

Pressionada por clubes de menor expressão, a Uefa cedeu nesta segunda-feira ao decidir flexibilizar as regras Fair-Play Financeiro. Em reunião do seu Comitê Executivo, em Praga, a entidade informou que vai abrir exceções para clubes que pretendem fazer investimentos grandes, numa tentativa de equilibrar as forças entre as equipes dentro das competições europeias.

As regras do criticado Fair-Play Financeiro da Uefa têm por objetivo reduzir as dívidas dos clubes europeus. Para tanto, exige que os times não gastem mais do que arrecadam. Por essa razão, a entidade estabelece limite de gastos, o que vem gerando críticas de clubes grandes e pequenos.

Os maiores reclamam da interferência da entidade na administração interna dos clubes. Já os pequenos criticam que as regras atuais protegem os atuais principais clubes da Europa, por inibir iniciativas mais ambiciosas de equipes menores, que querem investir alto para ter sucesso.

Com a decisão desta segunda, os clubes terão permissões pontuais para gastar acima do que arrecadam, desde que apresentem um plano viável de negócios de antemão. Cada iniciativa estará sujeita à aprovação prévia da Uefa. Desta forma, a Uefa espera estimular o investimento no futebol nos próximos anos. A entidade teme que a crise econômica pela qual passa a Europa possa prejudicar ainda mais as finanças dos clubes futuramente.

"Temos certeza de que as novas regras vão encorajar investidores a atuar na Europa, que tem o melhor futebol do mundo", afirmou o secretário-geral da Uefa, Gianni Infantino. "Sempre queremos investidores, mas queremos os bons investidores. Infelizmente muitos entram no futebol prometendo tudo, (sem cumprir os compromissos) e os clubes depois acabam indo à falência."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.