Pressionado após tropeços, Fluminense recebe a Ponte

Enderson Moreira prepara Fred para o comando do ataque

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2015 | 07h05

Os tropeços nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro (empate com Sport e derrota para o Palmeiras) aumentaram a necessidade de uma vitória do Fluminense sobre a Ponte Preta, nesta quarta-feira, às 19h30, no Maracanã, para não se afastar do G-4. O time carioca está na 11ª posição, com 11 pontos, três a menos que o Atlético-MG, que abre a zona de classificação da Libertadores.

Dentro de casa, a equipe tricolor deve demonstrar uma postura mais agressiva no ataque, pressionando a Ponte em seu campo de defesa. A ideia é travar o poderio ofensivo do time paulista, que é liderado por Renato Cajá, um dos destaques da competição. Na sétima posição, a Ponte é rival direta dos donos da casa na classificação.

O técnico Enderson Moreira, que assumiu o Fluminense há apenas quatro rodadas, teve a oportunidade, nos últimos 10 dias, de conhecer melhor e preparar os jogadores, em uma espécie de intertemporada. O tempo sem jogos foi celebrado pelos jogadores e técnico, que pôde imprimir seu modo de trabalho. Esse período também serviu para a equipe recuperar algumas peças importantes. Fred, que se tratou de uma contusão, e Marlon, que estava a serviço da seleção brasileira Sub-20, retornam com grandes chances de serem titulares.

O retorno do atacante veio em boa hora, uma vez que o reserva imediato, Magno Alves, está suspenso. Assim, enquanto os meias Gerson, Wagner e Vinícius atuam mais soltos, se movimentando no setor ofensivo, Fred deve ser escalado centralizado, com a função de fazer gols e manter o time na briga pelas primeiras posições.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.