Yuri Edmundo / EFE
Yuri Edmundo / EFE

Pressionado, Atlético-MG recebe o Avaí e tenta superar desconfiança

Time mineiro foi derrotado na final do Estadual e eliminado na fase de grupos da Libertadores nesta semana

Redação, Estadão Conteúdo

27 de abril de 2019 | 13h00

Em crise, sem técnico e há quatro jogos sem vencer, o Atlético Mineiro estreia neste sábado, às 19 horas, no Campeonato Brasileiro, contra o Avaí, tentando dar uma resposta ao seu torcedor, além de deixar as incertezas para trás após um começo de temporada complicado.

Embora tenha feito a melhor campanha da fase de classificação do Campeonato Mineiro e avançado em dois confrontos das fases preliminares da Copa Libertadores, o Atlético logo viu ruir a confiança com uma série de resultados ruins no torneio continental, o que provocou a demissão do técnico Levir Culpi.

A situação do clube piorou nos últimos dias, com a perda da final do Estadual para o Cruzeiro e a queda precoce na Libertadores. Além disso, o clube recebeu recusas de Tiago Nunes e Rogério Ceni, o que levará o interino Rodrigo Santana a dirigir o time pela quarta vez consecutiva neste sábado.

Com duas derrotas e um empate, Santana ainda busca a primeira vitória no comando do time. E volta a ter problemas para escalar o Atlético, pois Réver e Igor Rabello seguem lesionados, o que o forçará a utilizar, mais uma vez, os zagueiros reservas Iago Maidana e Leonardo Silva. Além disso, o meia equatoriano Cazares continua afastado por causa de dores musculares. A principal novidade da escalação vai ser o atacante Geuvânio, que não atuou no meio de semana por não ter sido inscrito na Libertadores.

O time deve atuar sob intensa pressão da torcida, algo que Santana sabe que os jogadores precisão lidar. "A torcida está no direito. Infelizmente, com nossos resultados, não é para a torcida estar feliz. Mas a gente vai lutar para resgatar esse otimismo do torcedor, trazer a autoestima do torcedor. Porque por mais que sejamos profissionais, a gente também tem nosso lado torcedor", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.