Vitor Silva / SS Press / Botafogo
Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Pressionado, Botafogo busca 1ª vitória para seguir vivo na Taça Guanabara

Time da Estrela Solitária conseguiu apenas um empate nas três primeiras rodadas do torneio

Redação, Estadão Conteúdo

31 de janeiro de 2019 | 09h55

Foram três jogos até agora. E tudo o que o Botafogo conseguiu foi marcar um ponto e anotar dois gols. Com este fraco início de temporada, a equipe alvinegra vai entrar em campo pressionada nesta quinta-feira, às 20 horas, no Engenhão, diante do Resende, para tentar buscar a primeira vitória em 2019.

Um novo tropeço deixará o time carioca sem chances de classificação na Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Com apenas um ponto, o Botafogo é ó sexto e último colocado do Grupo C. Está, portanto, a cinco pontos do Boavista, atual segundo colocado - somente os dois primeiros de cada chave avançam às semifinais.

Por tudo isso, o técnico Zé Ricardo admite que a classificação é uma missão complicada. "Penso que é difícil a classificação, mas ela passa por uma vitória amanhã [esta quinta]. Ter o controle do jogo o máximo possível para que possamos alcançar o nosso objetivo, que é vencer", afirma o treinador.

Ele diz compreender a insatisfação das arquibancadas. "A torcida tem razão de estar chateada. Estamos trabalhando muito e não gostaríamos de estar passando por isso. Estamos passando por uma reestruturação, um recomeço que está sendo mais difícil do que esperávamos."

Para o duelo desta quinta, o Botafogo terá uma baixa importante. João Paulo, referência no meio-campo, teve lesão confirmada no início da semana e é desfalque certo. Ele deve ser substituído por Alan Santos ou Rickson. Zé Ricardo evitou confirmar os titulares na véspera do jogo.

Mas garantiu o retorno do lateral Gilson, apesar de fazer elogios a Jonathan, titular na rodada passada. "A princípio o Gilson volta, mas sabemos que podemos contar com o Jonathan quando precisarmos", declarou o treinador, na quarta.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.