Bruno Aragão / Ceará SC
Bruno Aragão / Ceará SC

Pressionado, Ceará luta para encerrar sequência ruim contra o Atlético-MG

Técnico Enderson Moreira balança no cargo após sete jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

29 de setembro de 2019 | 14h36

Pressionado com a sequência negativa de sete jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro, o Ceará vai em busca da reabilitação na partida contra o Atlético-MG, marcado para este domingo, às 19 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 22ª rodada. Balançando no cargo, o técnico Enderson Moreira fechou os treinos durante a semana e deu poucas pistas sobre o time titular.

A pressão resultou em uma conversa com membros de uma torcida organizada da equipe cearense. Além dos torcedores, estiveram presentes os líderes do elenco e pessoas ligadas com a diretoria do clube. Enquanto foi prometido apoio vindo das arquibancadas, a equipe se comprometeu a exibir dedicação dentro das quatro linhas.

"Se o Enderson sair a gente vai ficar muito triste. Mas futebol é resultado né? Domingo a gente vai vencer para dar uma tranquilidade a mais para ele e para nós. Se a nossa equipe não estivesse jogando do jeito que está jogando, possivelmente ele já teria saído, porque futebol hoje em dia passa dois, três jogos o treinador já é mandado embora. O treinador é descartado como se fosse qualquer coisa. Domingo vamos lutar e nos entregar ao máximo para sair de lá com uma grande vitória", disse o zagueiro Valdo.

Para o duelo contra o Atlético, Enderson Moreira não poderá contar com o zagueiro Luiz Otávio, em fase final de recuperação de um desconforto na coxa esquerda, e com o atacante Leandro Carvalho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Com isso, Valdo e Tiago Alves formarão a dupla defensiva, com Samuel Xavier e Thiago Carleto pelos lados de campo. A dúvida fica por conta do substituto de Leandro Carvalho. Wescley é o favorito, mas Felippe Cardoso e Lima correm por fora.

O empate sem gols diante do Cruzeiro deixou o Ceará na 14ª colocação do Brasileirão, com 23 pontos, a quatro do próprio time mineiro, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. Um dia após o jogo, o técnico Rogério Ceni foi demitido do comando da equipe cruzeirense. E nesta sexta-feira Abel Braga foi confirmado como substituto no cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.