Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Pressionado, Corinthians encerra preparação com apenas uma mudança confirmada

Equipe alvinegra acumula duas derrotas consecutivas para o Atlético Goianiense desde a estreia de Sylvinho no comando técnico

Redação, Estadão Conteúdo

05 de junho de 2021 | 18h38

O Corinthians encerrou neste sábado a preparação para enfrentar o América-MG, em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Em busca da primeira vitória, após duas derrotas nos primeiros jogos no comando do time, o técnico Sylvinho não deu muitas pistas sobre a escalação, mas é certo que não poderá contar com o zagueiro Raul Gustavo, liberado dos treinos após receber a notícia da morte do filho durante a gestação.

A vaga em aberto na defesa deve ficar com João Victor, mas Bruno Méndez também está na disputa pela posição. De qualquer maneira, depois das derrotas diante do Atlético Goianiense, por 1 a 0 no Brasileirão e por 2 a 0 na Copa do Brasil, é provável que Sylvinho faça mudanças no meio de campo e no ataque, até porque ainda não viu a equipe balançar as redes.

Durante o treinamento no CT Joaquim Grava, o técnico focou em atividades de passe e marcação pressão em campo reduzido, antes de dar atenção a jogadas de bola parada e realizar ajustes táticos. Após o treino, a delegação seguiu viagem para Belo Horizonte, local da partida, marcada para as 16 horas deste domingo.

O zagueiro Jemerson, que tem contrato até o fim deste mês e não deve seguir no clube, iniciou a transição depois de se recuperar de lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Outros quatro atletas seguem no departamento médico: Danilo Avelar, Gustavo Mantuan e Ruan Oliveira.

Diante das incertezas, o Corinthians pode ir a campo com: Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Gabriel, Ramiro (Camacho) e Cantillo (Araos); Gustavo Mosquito, Mateus Vital e Luan (Jô).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.