Pressionado, Cruzeiro exibe preocupação defensiva para duelo com o Coritiba

A necessidade de superar o Coritiba, neste domingo, no Mineirão, não pode levar o Cruzeiro a se arriscar de modo exagerado e esquecer as preocupações defensivas. Essa foi a avaliação do zagueiro Manoel, que destacou a constante preocupação do técnico Mano Menezes em deixar o time mais consistente e seguro.

Estadão Conteúdo

24 de setembro de 2015 | 12h37

"Quando jogamos em casa, procuramos sair para fazer o gol e deixamos espaço atrás. Agora com o Mano Menezes, temos mais tranquilidade para sair na hora certa e defender. Todos estão ajudando o sistema defensivo. Estamos assimilando isso. Com a bola temos de jogar, sem a bola, temos de marcar, para não sermos surpreendido", afirmou.

Em seus dois últimos compromissos no Mineirão, o Cruzeiro apenas empatou, com Atlético Mineiro e Vasco. Os tropeços mantiveram o time sob pressão, ainda que a equipe tenha conquistado importantes vitórias como visitante, caso do duelo com a Chapecoense no último fim de semana.

"A gente consegue grandes partidas fora de casa, consegue três pontos, mas as outras equipes também vencem. Está difícil. Uma vitória sobre o Coritiba dará tranquilidade para trabalhar. Temos de entrar muito focados, porque é jogo de seis pontos e precisamos muito da vitória", disse.

O jogo deste domingo com o Coritiba será um importante duelo na luta contra o rebaixamento. O Cruzeiro é o 13º colocado, com os mesmos 33 pontos da equipe paranaense, que ocupa a 14ª posição. Ambos têm apenas dois pontos de vantagem para a zona de descenso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroManoel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.