Brundo Haddad/ Cruzeiro EC
Brundo Haddad/ Cruzeiro EC

Pressionado, Cruzeiro pega Avaí para encerrar jejum de vitórias na Série B

Sem vencer no Mineirão há cinco jogos, time celeste enfrenta a equipe catarinense sob o comando do auxiliar Denis Iwamura

Redação, Estadão Conteúdo

17 de julho de 2021 | 16h18

O Cruzeiro deveria se sentir em casa no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), mas não tem jogado muito à vontade por lá ao longo da Série B do Campeonato Brasileiro. Tanto é verdade que o clube mineiro tem aproveitamento modesto de 40% como mandante. Isso, porém, terá que mudar neste sábado, às 16h30, contra o Avaí pela 12.ª rodada, se o Cruzeiro quiser encerrar o jejum de vitórias.

Desde o primeiro e único triunfo em casa contra o Vasco, por 2 a 1, em 24 de junho, o time do técnico Mozart Santos não venceu mais na Série B. São quatro empates, sendo o último por 3 a 3 com o Botafogo, e uma derrota. A sequência manteve o time celeste na parte inferior da classificação com 11 pontos. O Avaí, enquanto isso, chegou aos 15 pontos ao superar o Confiança por 2 a 1. Os catarinenses estão invictos há cinco rodadas.

Suspenso, o técnico Mozart Santos será substituído pelo auxiliar Denis Iwamura. O treinador, ao menos, terá reforços. O zagueiro Eduardo Brock se recuperou de lesão e será uma das opções do sistema defensivo que terá Léo Santos e Rhodolfo. No meio-campo, Marco Antônio volta após se recuperar da covid-19.

"Estou bastante feliz por voltar a treinar normalmente com meus companheiros e estar em condições de jogar. Independente da fase vivida pelo time, é sempre muito ruim para o atleta estar de fora e não poder ajudar a equipe. Agora a realidade é outra e estou à disposição do treinador para o que ele precisar - destacou o defensor, que deve começar no banco de reservas", disse Eduardo Brock.

No Avaí, o experiente lateral-direito Edílson e o atacante Getúlio estarão entre os 11 de Claudinei Oliveira. O veterano ex-jogador do Cruzeiro cumpriu suspensão na rodada passada e volta ao seu posto. Já Getúlio agradou ao marcar o gol da vitória, aos 45 minutos do segundo tempo, em cima do Confiança por 2 a 1.

"Pessoal do banco tem entrado bem e decidido. Hoje temos opções. A gente fica feliz, os números são bons. A gente tem sido consistente", valorizou o técnico Claudinei Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.