Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Pressionado, Flamengo deve contar com três retornos para jogo com o Atlético-GO

Equipe de Renato Gaúcho tenta subir para o segundo lugar em jogo atrasado e diminuir vantagem para o líder Atlético-MG

João Nicodemus, especial para O Estadão

05 de novembro de 2021 | 05h00

Tentando deixar para trás o momento interno conturbado que vive enquanto realiza partidas atrasadas do Campeonato Brasileiro, o Flamengo tem mais um desafio pela frente nesta sexta-feira, contra o Atlético-GO, no estádio do Maracanã, às 21h30. A crise, que ficou maior com as recentes atuações da equipe pelo Brasileirão e pela Copa do Brasil, tem ido além do técnico Renato Gaúcho e atinge também membros da comissão rubro-negra. 

Na última quarta-feira, o nutricionista Douglas Oliveira comunicou seu desligamento do Flamengo para ir trabalhar no Vilafranquense, da Segunda Divisão de Portugal. O caminho feito por Douglas é o mesmo que o fisiologista Lucas Albuquerque havia feito em setembro. Ambos se movimentaram no mercado pois estariam insatisfeitos com a baixa remuneração, tanto nos salários quanto no sistema de premiação, que foi alterado após a participação do time no mundial de clubes.

Na terceira colocação, com 50 pontos, o Flamengo entra em campo para o jogo atrasado da 19ª rodada e tem a chance de diminuir a distância de 12 pontos para o líder Atlético-MG, que possui dois jogos a mais. O Rubro-Negro pode também ultrapassar o vice-líder Palmeiras, que tem 52 pontos. Já o Atlético-GO ocupa a 11ª colocação na tabela, com 37 pontos ganhos e tenta buscar um lugar em uma competição internacional na próxima temporada. 

Dentro de campo, o Flamengo pode ter retornos importantes na zaga para o jogo contra o Atlético-GO. David Luiz treinou com o grupo durante a reapresentação e está próximo de voltar aos gramados após se recuperar de lesão leve no adutor da coxa. Quem também pode retornar é o zagueiro Rodrigo Caio, desfalque nos últimos dois jogos do time.

O atacante Kennedy sofreu uma entorse no tornozelo ao tentar bloquear um chute durante um treinamento e é dúvida para a partida. O jogador já viajou machucado para o último jogo contra o Athletico Paranaense e não atuou. Bruno Henrique, que cumpriu suspensão na última rodada, voltará ao time. Arrascaeta, Diego Ribas, Filipe Luís e Pedro completam a lista de desfalques.

Na terça-feira, o Flamengo entrou em campo para enfrentar o Athletico-PR pelo Brasileirão e o duelo acabou empatado por 2 a 2. Após a partida, que foi quente e cheia de polêmicas devidos aos recentes confrontos entre os times pela Copa do Brasil, Renato Gaúcho se queixou sobre a sequência exaustiva de jogos, que terá continuação nesta sexta. O treinador ainda afirmou que o time, além da decisão da Copa Libertadores no fim de novembro, segue brigando pelo Campeonato Brasileiro.

"O Flamengo vem jogando a cada três dias. Os jogadores são seres humanos, eles cansam, eles não param. Tem de treinar, viajar e jogar sempre uma decisão. Sempre gente machucada, sempre gente suspensa, as opções vão diminuindo. E o jogador é ser humano, ele cansa. Eu vejo equipes disputando uma competição só e com vários jogadores no departamento médico. Uma competição só. O Flamengo, até ontem, estava em três competições. O Flamengo não para. O Flamengo vem jogando assim há três meses. E até o final do ano vai continuar assim”, afirmou o treinador.

“Mas as pessoas não querem saber se está machucado, se está suspenso, se o jogador é humano ou não, se cansou ou não, só querem saber do resultado. E o resultado , hoje, apesar de, infelizmente ter cedido o empate no fim do jogo, o Flamengo continua bem vivo no Campeonato Brasileiro", completou Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-GO

O time nunca escondeu que o primeiro objetivo no Brasileirão é escapar do rebaixamento, mas a boa campanha realizada até aqui permitiu sonhar com voos maiores. É em busca disso que o time enfrenta o Flamengo. Apesar da derrota para o Sport, por 2 a 0, fora de casa, o Atlético-GO está em situação confortável na tabela, em 11º lugar, com 37 pontos. A diferença para o G-6 é a mesma do que para a zona de rebaixamento.

"É um jogo importantíssim. A gente busca grandes coisas na competição. Penso que não temos que ficar no meio da tabela. Se der pra buscar, vamos buscar, sim, uma Libertadores", disse o volante Willian Maranhão, que volta de suspensão.

Em relação ao time que enfrentou o Sport, no Recife, o técnico Eduardo Souza vai fazer mudanças. O esquema tático, inclusive, pode ser outro. Diante da força do adversário, o atacante Zé Roberto corre o risco de dar lugar para Willian Maranhão.

As alterações não param por aí. Eduardo Souza não vai poder contar com o lateral-direito Arnaldo e o atacante Ronald, que receberam o terceiro cartão amarelo. A tendência é que Dudu e João Paulo sejam os respectivos substitutos.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO - Diego Alves; Isla, David Luiz, Rodrigo Caio e Ramon; Willian Arão, Andreas Pereira e Everton Ribeiro; Michael, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique. Técnico: Renato Gaúcho.

ATLÉTICO-GO - Fernando Miguel; Dudu, Wanderson, Éder e Igor Cariús; Marlon Freitas, Willian Maranhão, Gabriel Baralhas e João Paulo; André Luís e Janderson. Técnico: Eduardo Souza.

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marque (PR).

HORÁRIO - 21h30.

LOCAL - Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.