Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Pressionado, Flamengo pega o São Paulo no Morumbi e quer espantar desconfiança

Equipe de Abel Braga encara o rival paulista com esquema alternativo por conta de compromisso pela Libertadores

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2019 | 11h38

Ainda sem apresentar o futebol de que se espera nessa temporada, o Flamengo terá mais um teste para espantar a desconfiança e as incertezas que cercam o elenco. Neste domingo, às 16 horas, o time rubro-negro enfrenta o São Paulo, no Morumbi, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

O estrelado e caro elenco do Flamengo tem sido inconstante e ainda não foi capaz de agradar sua torcida nesta temporada. Repleto de jogadores talentosos, o time rubro-negro oscila demais e não consegue manter um padrão, de modo que chega a mostrar um bom futebol em partes de alguns jogos apenas.

Foi campeão estadual, mas corre risco de ser eliminado ainda na primeira fase da Copa Libertadores e não mostra regularidade no início do Brasileirão. Estreou com vitória sobre o Cruzeiro no Rio, em um jogo com dois tempos distintos, e perdeu o confronto seguinte para o Inter, em Porto Alegre.

"Aqui é Flamengo, vai ter pressão, cobrança, e isso é bom. É o que eu quero e que todos querem, trabalhar em um grande clube e ter essa responsabilidade. É um privilégio", comentou o goleiro César.

Sem o bom futebol e os resultados esperados, o cenário atual é de ebulição. O técnico Abel Braga está na berlinda e procurou ter conversas longas com o elenco antes dos últimos treinamentos. O técnico, apesar de seu bom aproveitamento até aqui - quase 70% - pode até ser demitido em caso de um mau resultado no Morumbi.

Com a importância do duelo contra o Peñarol, do Uruguai, na próxima quarta-feira, em que o time carioca precisa de um empate para avançar ao mata-mata da Copa Libertadores, alguns jogadores devem ser preservados contra o São Paulo. Mas não muitos, já que a cobrança por vitória é enorme.

Rodrigo Caio não deve voltar à equipe. O zagueiro ficou em observação após sofrer um corte na boca decorrente de um choque com o zagueiro Dedé, na vitória sobre o Cruzeiro, no Maracanã e voltou a treinar apenas na sexta-feira. O jogador deve estar em campo contra o Peñarol. Vitinho, com gripe, é dúvida para pegar o São Paulo. Uribe e Berrío se recuperam de lesão, mas só o segundo deverá viajar para a capital paulista. O goleiro Diego Alves, ainda se recuperando de uma lombalgia, segue fora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.