Pressionado, Joinville repete esquema para conseguir 1ª vitória no Brasileirão

O Joinville continua pressionado após o débil começo no Campeonato Brasileiro. A equipe do interior catarinense tem apenas um ponto após sete rodadas e precisa desesperadamente da vitória contra o Goiás, neste domingo, às 16 horas, na Arena Joinville, em Joinville (SC), para iniciar uma virada e tentar deixar a lanterna. E a principal aposta do técnico Adilson Batista é manter o esquema utilizado nos últimos confrontos da equipe.

Estadão Conteúdo

21 de junho de 2015 | 08h05

"Nós trabalhamos algumas situações durante a semana. Se tiver alguma surpresa, pode ser em termos de nomes. Não vamos fugir muito daquilo que fizemos contra o Sport, até porque temos que enaltecer o que foi bem feito, aprimorar, melhorar, caprichar", declarou o técnico, em entrevista coletiva. Adilson Batista vê a equipe em evolução e tenta conquistar a primeira vitória para o clube nesta temporada.

"Do jogo contra o Sport teve evolução. Mesmo com as trocas nós produzimos mais, criamos mais, envolvemos, tivemos situações para fazer gols. Tivemos coragem e jogamos em cima. É natural e gradativo", analisou o treinador na entrevista coletiva. O trabalho no gramado da Arena foi finalizado com repetição de bolas paradas.

Para o duelo diante do Goiás, o treinador vai ganhar alguns reforços no grupo. O zagueiro Douglas Silva e o meia Lucas Crispim já tiveram seus nomes publicados no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e estão regularizados. Fabrício, que está sem atuar desde o ano passado, continua fora, assim como o atacante Marion, que precisa aguardar a abertura da janela de transferências internacionais para estrear.

A dúvida para a partida é a escalação de Willian Popp. O meia teve uma amidalite durante a semana e acabou sendo poupado de algumas atividades. No treino que comandou na última sexta-feira, Adilson Batista não deu sinais da escalação que pretende mandar ao gramado da Arena Joinville. O trabalho se concentrou em treino técnico em que os jogadores foram divididos em quatro equipes de cinco jogadores.

No campo 2 do CT Morro do Meio, a atividade foi para melhorar as finalizações e passes, em menos da metade do gramado. No dia anterior, Adilson Batista esboçou o Joinville no 3-5-2, com três zagueiros: Danrlei, Guti e Douglas Silva. Anselmo treinou normalmente e deve ser a alternativa para a vaga de Naldo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoJoinville

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.