Bruno Cantini/Atlético-MG
Bruno Cantini/Atlético-MG

Pressionado, Roger lamenta rendimento ruim do Atlético-MG como mandante

Time alvinegro venceu apenas o Avaí em cinco jogos realizados no Independência

Estadão Conteúdo

22 de junho de 2017 | 10h30

Pressionado por mais um resultado ruim, o empate do Atlético Mineiro por 2 a 2 com o Sport no Independência, na noite de quarta-feira, o técnico Roger Machado declarou carregar o mesmo "sentimento de frustração" do torcedor e lamentou as dificuldades que o time vem encontrando para conquistar bons resultados como mandante no Campeonato Brasileiro.

"A expectativa para jogos dentro de casa tem que ser alta. Quando você joga em casa, a regra diz que em pelo menos 60% dos jogos o mandante vence. Não dá para fugir da responsabilidade e atribuir o nosso insucesso a outras coisas, como o rendimento coletivo ruim e a dificuldade contra equipe fechadas quando jogamos dentro de casa, como o Sport e a Ponte", afirmou o treinador, assumindo a responsabilidade pelo momento complicado da equipe.

O tropeço diante do Sport foi o quarto em cinco jogos como mandante do Atlético-MG no Brasileirão - são duas derrotas, dois empates e uma vitória no Independência, outrora apontado como um caldeirão para o clube. E esse desempenho provoca questionamentos ao trabalho de Roger à frente do time.

Além disso, essa sequência ruim deixa o time próximo da zona de rebaixamento do Brasileirão, em 16º lugar, com dez pontos. O time vai buscar a reabilitação no próximo domingo, às 19 horas, diante da Chapecoense, na Arena Condá, pela décima rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.