Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Marcelo Oliveira sofre com pressão antes de jogo decisivo

Palmeiras sofreu mais um revés neste fim de semana

Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2015 | 08h04

A manhã seguinte ao revés frente ao Sport, sofrido no sábado à noite, no Pacaembu, onde o time caiu por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, foi de muita reclamação entre dirigentes e conselheiros do Palmeiras, insatisfeitos com o rendimento da equipe de Marcelo Oliveira.

"Parece que para esse grupo de jogadores e para esse treinador está tudo bem. Ninguém cobra ninguém em campo, e alguns ainda reclamam de vaias da torcida, que está coberta de razão em reclamar", reclamou um diretor, que pediu para não ser identificado.

A oscilação da produção do time em campo é o principal problema para os cartolas. Nos últimos quatro jogos, o Palmeiras perdeu três (Chapecoense, Ponte Preta e Fluminense) e venceu apenas um (Avaí). Outra reclamação é o fato de o time não ter mostrado evolução em campo após o período de dez dias de folga durante os dois primeiros jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

O Palmeiras joga na quarta-feira, às 22 horas, contra o Fluminense, no Allianz Parque, pelo duelo de volta da semifinal da Copa do Brasil. O time precisa de uma vitória simples por 1 a 0 para se classificar à final do torneio.

Entre os integrantes da diretoria do presidente Paulo Nobre, o nome do treinador Marcelo Oliveira não é mais consenso. Há quem defenda uma eventual troca no comando em caso de eliminação na Copa do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.