Arquivo/AE
Arquivo/AE

Prestes a fazer jogo 200, Miranda quer a Libertadores

Como titular em todas as partidas que vestiu a camisa do São Paulo, zagueiro atinge marca contra o Monterrey

AE, Agência Estado

30 de março de 2010 | 12h14

O zagueiro Miranda irá alcançar a marca de 200 jogos com a camisa do São Paulo nesta quarta-feira, quando a equipe enfrentará o Monterrey, no México, em duelo válido pela Copa Libertadores. O jogador, que chegou ao clube para substituir Lugano, festejou nesta terça-feira o fato e afirmou que espera coroar a sua bela passagem pelo clube com o título da competição continental.

"Essa (a conquista do título) é a prioridade não só dos atletas, mas da comissão, da diretoria e principalmente da torcida. Estou trabalhando muito para realizar esse sonho", reforçou o defensor, em entrevista publicada pelo site oficial do São Paulo, para depois falar mais especificamente sobre a sua marca.

"É claro que há partidas que ficam marcadas pra sempre, mas acho que não seria justo escolher um jogo dentre tantos outros. Cada um teve sua importância e de alguma forma contribuiu para que minha história no clube fosse escrita. Fico feliz por ter vivido tudo que passei e com certeza não apagaria nada nessa trajetória", reforçou.

O sucesso de Miranda com a camisa do São Paulo é traduzido pelos números expressivos que ele ostenta no clube, fato que acabou tornando o jogador um zagueiro de seleção brasileira. Todas as 199 partidas que realizou pelo time do Morumbi foram como titular, contabilizando dentro delas um retrospecto de 115 vitórias, 49 empates e 35 derrotas - aproveitamento de 65% dos pontos disputados.

"É uma alegria imensa poder chegar neste número (200). É o reconhecimento de um trabalho bem feito junto com meus companheiros desde que cheguei, em 2006", ressaltou o jogador, que foi presenteado pelo São Paulo com uma camisa com o número 200 nas costas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.