Wilton Junior/AE - 26/10/2010
Wilton Junior/AE - 26/10/2010

Prestes a voltar ao Flamengo, Deivid admite rendimento abaixo do esperado

Após tratamento, atacante volta a treinar entre os titulares e diz ter sentido muita pressão

AE, Agência Estado

07 de abril de 2011 | 13h26

ATIBAIA - O atacante Deivid está perto de retornar ao time do Flamengo. Depois de um período afastado para se recuperar de dores nas costas e ter ficado no banco de reservas, o jogador voltou a treinar entre os titulares. Para ele, sua principal mudança neste período não foi física, mas psicológica.

"Confiança, em qualquer segmento, representa 50%", declarou o atacante. "Agora que estou 100% (fisicamente), acho que vai ser muito melhor. Quando está bem, você consegue fazer coisas que nem acredita. Está faltando mais confiança. Jogador também sente isso. Às vezes, você pega uma bola, pensa em partir para cima do adversário e pensa que se perder a torcida vai vaiar. Mas estou confiante."

Desde que chegou ao Flamengo, no segundo semestre do ano passado, Deivid conviveu com as críticas e a pressão da torcida pela contratação de um novo atacante. O próprio jogador admitiu o rendimento abaixo do esperado, mas se diz pronto para retornar à equipe titular e provar seu valor.

"Já estou totalmente recuperado das dores nas costas. Antes me atrapalhavam para dar uma arrancada, chegar junto com o zagueiro na jogada", disse o atacante. "Claro que você quer jogar. Eu não estava no time e isso me dizia que não estava bem mesmo. Se estivesse, estaria jogando. Mas a oportunidade foi dada novamente. Tenho que estar pronto, com a consciência tranquila e assumir a responsabilidade."

Caso retorne mesmo à equipe titular, o atacante terá a oportunidade de entrar em campo em momento importante. O Flamengo é o segundo colocado do Grupo A da Taça Rio, com 12 pontos, e enfrenta o Botafogo neste domingo, pela penúltima rodada da competição. Em caso de vitória, ficará muito próximo de garantir vaga nas semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.