Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Frank Augstein / EFE
Frank Augstein / EFE

Príncipe William leva mulher e filho à final da Eurocopa; após derrota, lamenta nas redes sociais

Filho mais velho da Duquesa Katherine, príncipe George vibra bastante com gol e precisa ser consolado após fracasso da Inglaterra

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2021 | 21h47

O príncipe William, segundo na linha de sucessão do trono britânico, compareceu à final da Eurocopa, entre Inglaterra e Itália, assim como já havia feito na semifinal. O príncipe, que também é presidente da Football Association (entidade que cuida da seleção do país e de algumas copas nacionais), dessa vez foi acompanhado da esposa, a Duquesa Katherine Middleton, e do filho mais velho do casal, o príncipe George.

As câmeras de TV focaram na família durante alguns momentos-chave do jogo. Assim, foi possível ver o pequeno George vibrando bastante com o gol de Luke Shaw que abriu o placar logo aos dois minutos de jogo, assim como William tentando consolar o garoto após a derrota da Inglaterra.

Na partida, após Shaw abrir o placar, a Inglaterra recuou e tentou se segurar na defesa. Bonucci empatou a partida no segundo tempo, após cobrança de escanteio. A decisão acabou indo para os pênaltis e, embora a Itália tenha perdido dois, com Jorginho e Belotti, a Inglaterra desperdiçou as três últimas cobranças, com Rashford, Sancho e Saka, terminando como vice.

Nas redes sociais, William congratulou os italianos e disse ter orgulho da campanha feita pela Inglaterra. "De quebrar o coração. Parabéns à seleção italiana pela grande vitória. Inglaterra, você chegou tão longe, mas hoje não era o seu dia. Vocês podem manter as suas cabeças no alto, e ter orgulho de vocês mesmo - eu sei que tem mais para vir", escreveu, na conta oficial.

Além de William, outras pessoas famosas estiveram presentes nas tribunas de honra, como o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, o ex-jogador David Beckham e o ator Tom Cruise. O presidente da Fifa, Gianni Infantino, que esteve presente na final da Copa América no Maracanã no sábado, chegou a tempo para a decisão europeia em Wembley neste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.