Sérgio Neves/AE - 14/3/2009
Sérgio Neves/AE - 14/3/2009

Problema do Corinthians é falta de atenção, aponta Mano

'A facilidade numérica fez com que desperdiçássemos algumas jogadas por preciosismo', diz o técnico

20 de julho de 2009 | 10h13

A vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Cruzeiro no domingo, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro, deixou o técnico Mano Menezes satisfeito, mas não contente. Embora procure sempre ressaltar o que seu time mostrou de positivo nos jogos - como costuma dizer - ele reconhece que seus jogadores estão relaxando. Em resumo, falta mais atenção.

Veja também:

linkCom um a mais, Corinthians vence o Cruzeiro

linkRonaldo admite erro em pênalti desperdiçado

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O principal exemplo: uma vitória com placar apertado mesmo com um jogador a mais em campo desde o primeiro tempo. "Desperdiçamos muitas oportunidades e sempre que isso acontece contra uma grande equipe acabamos tomando o sufoco que tomamos. Mas a facilidade numérica fez com que desperdiçássemos algumas jogadas por preciosismo", opina, em entrevista coletiva ainda no Mineirão.

DEFESA

Mano Menezes fez questão ainda de defender Ronaldo apesar do pênalti que o atacante perdeu na partida contra o clube que o revelou. "Ele (Ronaldo) teve uma atuação dentro da média, mas eu sempre procuro valorizar os fatores positivos. O mais importante foi que ele mais uma vez definiu o jogo. No lance do pênalti ele tentou fazer a paradinha, mas o Fabio é um goleiro rápido e não caiu. Só perde quem bate," diz, ao site oficial do time alvinegro.

Após a vitória deste domingo, o time - já de volta a São Paulo - só volta a treinar na terça-feira, pela manhã. O próximo jogo é contra o Vitória, na quinta-feira, no Estádio do Pacaembu. Com 20 pontos e na sexta colocação na classificação, o Corinthians está a cinco pontos do líder da Série A, o Atlético Mineiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.