Problemas com torcedores podem tirar Sérvia dos torneios de clubes, diz Uefa

Episódios de racismo e violência têm sido recorrentes no país

Estadao Conteudo

31 de março de 2017 | 12h42

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, fez um alerta à Sérvia nesta sexta-feira. O dirigente avisou as autoridades esportivas do país que pode excluir os times sérvios das competições europeias de clubes por causa do comportamento inadequado dos seus torcedores.

"A Sérvia está em sério perigo de ser excluída das competições em algum momento [do futuro]. Isso seria uma catástrofe para o futebol sérvio", disse Ceferin, referindo-se a episódios de violência e racismo protagonizados por torcedores sérvios nos últimos anos. "Está ficando claro que alguns destes torcedores nunca mais poderão entrar em estádios."

Episódios de racismo se tornaram frequentes nos últimos meses no futebol sérvio. Em fevereiro deste ano, o brasileiro Everton Luiz foi alvo de torcedores que imitaram sons de macaco para constrangê-lo em jogo do Partizan Belgrado contra o Rad Beograd. Ele deixou o gramado em lágrimas após as ofensas da torcida rival.

Na semana passada, outro episódio de violência levou o futebol sérvio às manchetes dos jornais. Dois torcedores russos foram hospitalizados, após serem esfaqueados, em um confronto de torcedores ao fim do amistoso entre o Red Star Belgrado e o Spartak Moscou.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebol Internacionalfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.