Problemas extra-campo atrapalham Flu

O clima no Fluminense piora a cada dia. Neste sábado, o time enfrenta o Grêmio, às 16 horas, no estádio Municipal de Juiz de Fora, com o objetivo de driblar os problemas fora de campo.Nesta sexta-feira, o presidente do clube, David Fischel, distribuiu uma nota para refutar as declarações da modelo Cristina Mortágua, mulher do jogador Djair, que denunciou a presença de amantes nas concentrações do Fluminense.Na nota, o dirigente disse que os torcedores do Fluminense não merecem escutar este tipo de acusação. Ele revela que as declarações da modelo serão investigadas e, caso seja comprovado a veracidade da informação, as "devidas medidas serão tomadas". Fischel frisa que só voltará a falar sobre o assunto quando o caso estiver devidamente apurado.Além do tumulto envolvendo a dispensa de Djair e o "Terremoto Mortágua", na chegada da delegação a Juiz de Fora, na quinta-feira, o sempre tranqüilo Joel Santana quase brigou com um torcedor na entrada do hotel. O técnico não gostou de ser ofendido."Quando uma pessoa te desrespeita, você tem que tomar uma atitude. Estamos realizando um trabalho sério e alguém maior de idade vem fazer chacota", disse Joel, que só resolveu tocar no assunto nesta sexta-feira. Sobre a partida contra o Grêmio, o treinador afirmou encará-la como uma decisão. "Temos que dar prosseguimento na nossa reação e nos distanciar dos últimos colocados." Joel não vai poder contar com os atacantes Romário e Joãozinho, além do zagueiro Rodolfo, todos suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Zé Carlos atuará na zaga e Marcelo no ataque. A boa notícia é o retorno do experiente atacante Sorato, recuperado de contusão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.