Problemas marcam o dia do Botafogo

Nem mesmo o fato de ser o líder do Campeonato Brasileiro foi capaz de evitar uma discussão, nesta quinta-feira, no Botafogo. O problema aconteceu entre o técnico Paulo César Gusmão e o atacante Guilherme, porque o jogador, que se recupera de uma lombalgia, calçou as chuteiras e foi treinar com os demais companheiros sem a autorização do treinador. "Aqui é profissionalismo, independentemente de nomes. Não adianta queimar etapas, sei que o jogador quer ajudar, mas quero o melhor para ele e o time", disse o técnico.PC Gusmão ficou irritado com Guilherme porque a previsão é a de que o jogador esteja recuperado apenas em duas semanas. Ao vê-lo em campo, participando das atividades com bola, o treinador o repreendeu na frente da equipe, pediu que se retirasse e voltasse a fazer os exercícios pré-determinados."Não posso ficar em campo com um jogador que tenha limites", avisou PC Gusmão. "São duas semanas de recuperação. Depois de sair do departamento médico tem os exercícios fisioterápicos e o retorno com a bola. Se pularmos estágios, poderemos agravar ainda mais a contusão." Guilherme, a princípio, também demonstrou irritação com a atitude do técnico do Botafogo. Mas, depois, afirmou não ter ficado magoado e assegurou ter entendido o gesto de PC Gusmão. Nesta sexta-feira, o Botafogo ainda receberá a confirmação de mais uma má notícia: o goleiro Jéfferson está negociando sua transferência para o futebol árabe e nem atuará mais contra o Figueirense, domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.