Procura por camisas de Ronaldo no Corinthians é grande

Mais de 300 camisas foram vendidas em dois dias; sirene do Parque São Jorge será reativada na apresentação

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2008 | 17h46

A contratação de Ronaldo pelo Corinthians virou notícia no mundo e empolgou os torcedores do time paulista. Se a procura por camisas com o nome do maior artilheiro das Copas do Mundo, com 15 gols, já era grande na terça-feira, quando a negociação foi oficializada, aumentou nesta quarta. Para estimular ainda mais o negócio, o clube ainda anunciou que reativará a sirene no Parque São Jorge para tocá-la em sua apresentação - às 11 horas desta sexta-feira. Veja também:Jorginho diz que dificilmente Ronaldo retornará à seleçãoRonaldo Fenômeno acerta com o Corinthians Veja imagens da carreira de Ronaldo TV Estadao: Corinthians acerta com a contratação de Ronaldo O Corinthians acertou em contratar Ronaldo Fenômeno? Bate-Pronto: Ronaldo e o sonho do Corinthians Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoDe acordo com o clube, a Loja Poderoso Timão do Parque São Jorge já comercializou, até a tarde desta quarta-feira, mais de 300 camisas. E o movimento continua grande, já que os corintianos querem garantir a camisa personalizada com o nome de Ronaldo. A procura dos torcedores mostra que, ao menos como marketing, a contratação de Ronaldo já é um sucesso. Tanto que a camisa que está sendo vendidas não é similar a que o atacante vestirá em 2009. Isto porque a Medial Saúde, que estampa sua marca no uniforme corintiano, não patrocinará o time no próximo ano.SIRENENa apresentação de Ronaldo a sirene do Parque São Jorge vai tocar. Em nota no site oficial, a diretoria do clube disse que conseguiu fazer o presidente Andrés Sanchez reconsiderar a decisão de não mais utilizá-la e promete tocar alto quando o Fenômeno chegar. A sirene é um símbolo histórico do time alvinegro e foi bastante utilizada nos anos 70 e 80, sempre na apresentação de reforços.Atualizado às 19h47 para acréscimo de informação

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansRonaldocamisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.