Divulgação/Associação Uruguaia de Futebol
Divulgação/Associação Uruguaia de Futebol

Na mira do Palmeiras, lateral uruguaio definirá destino depois de sábado

Matías Viña pertence ao Nacional, de Montevidéu, e tem ainda proposta do Milan, da Itália

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

30 de janeiro de 2020 | 19h01

Alvo de uma proposta do Palmeiras, o lateral-esquerdo uruguaio Matías Viña deve definir no fim de semana se vai reforçar o clube brasileiro ou optará por ser emprestado ao Milan, da Itália. O jogador de 22 anos pertence ao Nacional, de Montevidéu, e se prepara para fazer o último jogo pelo clube atual antes de se despedir da torcida.

Segundo informações da imprensa uruguaia, Viña pediu ao técnico Gustavo Munua para ser escalado no compromisso do próximo sábado contra o Liverpool, pela Supercopa Uruguaia. A saída do lateral é dada como certa no Nacional, só não se sabe até agora o destino. Palmeiras e Milan estão na disputa, assim como o Crystal Palace, da Inglaterra, realizou uma consulta.

A proposta do Palmeiras foi de R$ 16 milhões por 50% dos direitos econômicos de Viña. A negociação está atrelada também a bônus futuros que incluem no próximo ano a compra de mais 10% dos direitos do lateral. No caso do Milan, a oportunidade é de empréstimo por um ano com opção de ser comprado ao fim do período por cerca de R$ 28 milhões.

Ainda sem contratar reforços para 2020, o Palmeiras aguarda por Viña e também pelo atacante Rony, do Athletico-PR. O jogador tem como principal entrave para deixar o time rubro-negro uma pendência entre seus empresários e a equipe sobre a divisão dos lucros da transferência.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.