Procurador de Marcelinho grava reunião

Marcelinho Carioca continua fora do time do Corinthians e não deve mais jogar pelo clube, mas sua presença ainda incomoda. Hoje, o Corinthians divulgou um fax onde dizia que a reunião de quinta-feira para definir a situação do jogador foi interrompida porque James Arruda, procurador de Marcelinho, estava gravando a reunião. Depois, o procurador enviou um pedido formal de desculpas. O vice-presidente de futebol do Corinthians, Antônio Roque Citadini, considerou ?deplorável? a atitude dos procuradores de Marcelinho. O dirigente não concordou com a hipótese de que a reunião estava sendo gravada porque o jogador não acreditava mais nas palavras dos dirigentes corintianos. ?Isso não aceitamos, porque sempre fomos transparentes em nossas atitudes com respeito à situação do jogador.? Citadini não quis dizer se esse novo episódio foi a gota d?água para saída de Marcelinho do Parque São Jorge. Segundo o dirigente, uma coisa não tem nada a ver com a outra. ?A sindicância que o clube está fazendo ainda não terminou, por isso não sabemos o que vai acontecer?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.