Procurador pede indiciamento de Cafu

O procurador Silverio Piro - responsável pelas investigações do processo que apura o uso de passaportes falsos por jogadores da Roma, pediu hoje o indiciamento de Cafu e de sua mulher Regina; do jogador argentino Gustavo Bartelt e do presidente do clube italiano Franco Sensi.A acusação de falsificação de documento público foi encaminhada ao Juiz de Investigações Preliminares Claudio Tortora, que vai decidir se acata ou não o pedido. Cafu se encontra no Brasil, servindo a seleção brasileira que disputa uma vaga na Copa do Mundo de 2002. Bartelt, por sua vez, se transferiu da Roma para o Rayo Vallecano, da Espanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.