Projeto da Arena Corinthians contempla mais do que um jogo de futebol

Estádio promete dar ao torcedor visão privilegiada do campo e transformar a partida em um passeio

ALMIR LEITE, PAULO FAVERO, LUIZ ANTÔNIO PRÓSPERI E VÍTOR MARQUES, O Estado de S. Paulo

17 de agosto de 2013 | 18h00

SÃO PAULO - Palco da abertura da

“Tivemos a ajuda de vários especialistas para chegar a esse gramado. Até o Ronaldo e o Edu, ex-jogadores, nos auxiliaram”, conta Andrés Sanchez, que é o responsável pelas obras no Itaquerão. O gramado verdinho terá em sua volta uma grama sintética, sobre a qual serão colocados os bancos de reservas. Os torcedores ficarão muito perto de seus ídolos, e Andrés garante que não haverá grade de separação entre o público e os atletas. Apenas uma mureta fará a divisão entre campo e arquibancada, que tem uma inclinação diferente no andar superior para deixar o torcedor mais perto do espetáculo.

O maior trunfo do Corinthians para arrecadar de R$ 150 milhões a R$ 200 milhões por ano, sem contar a bilheteria, é o prédio oeste, com seus dois andares de estacionamento (mil vagas) e vestiários de dar inveja aos grandes clubes do mundo. Até os espaços para juízes e gandulas são espaçosos. Na área de aquecimento do Corinthians – espaço um pouco maior do que um campo de soçaite –, haverá uma arquibancada para 86 torcedores VIPs assistirem à preparação dos jogadores antes das partidas. O espaço será separado por vidro antirruído.

No prédio leste haverá camarotes de diversos tamanhos, para 12 ou mais de 200 pessoas. Os espaços corporativos, por exemplo, poderão receber eventos de empresas que culminarão em jogos à noite. Nas laterais do prédio, dois grandes restaurantes panorâmicos colocarão os clientes literalmente acima da arquibancada, por causa de alguns mezaninos que avançam sobre a torcida.

BANHEIROS IGUAIS

Um camarote padrão, por exemplo, tem espaço de convivência, bar, uma área superior, mais privativa, e cadeiras confortáveis no espaço de arquibancada. Outro ponto alto do estádio são os banheiros, praticamente iguais em todos os setores – independentemente do preço do ingresso. Neles, o torcedor verá mármore nas pias e saída automática de água. E nas paredes dos lavatórios haverá aparelhos de tevês para que, se for o caso, o torcedor possa acompanhar o que se passa no campo. Em todo o estádio serão instaladas aproximadamente três mil tevês de vários tamanhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.