Projeto da Copa 2014 tem apoio de empresários em Brasília

O projeto da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do governo brasileiro de realizar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil recebeu nesta quinta-feira o apoio da principal associação empresarial do setor de infra-estrutura do país, a Associação Brasileira de Infra-Estrutura e das Indústrias de Base (Abdib).Paulo Godoy, presidente da entidade, disse ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em reunião no Palácio do Planalto, que a associação quer mobilizar a iniciativa privada para ajudar na candidatura do Brasil para ser sede do Mundial de 2014. "Além dos aspectos esportivos, que não são a nossa área, uma Copa depende do desenvolvimento da infra-estrutura", disse. Segundo Godoy, para viabilizar a realização de uma Copa no Brasil é importante trazer o máximo possível de investimentos privados, tanto nas reformas dos estádios quanto no reforço da infra-estrutura de transportes, por exemplo. "Podemos usar mecanismos como concessões ou Parcerias Público-Privadas (PPPs) para viabilizar a Copa", disse. A Abdib já havia assinado no ano passado um acordo com a principal entidade empresarial alemã para trocar informações sobre os investimentos necessários para realizar uma Copa. "Acho que será importante a Fifa (órgão máximo do futebol) sentir que existe, no Brasil, esse engajamento também do setor privado, além dos esforços do governo", disse Godoy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.