Projeto diminui exigência para técnico

O plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira projeto que permite que o jogador de futebol que tenha exercido a profissão por mais de cinco anos possa se tornar treinador de times de futebol. Pela legislação atual, o pré-requisito para ocupar tal posto é apenas possuir curso superior de educação física. A alteração proposta abre o campo para os ex-jogadores profissionais, sem formação universitária em educação física.A nova lei determinará, no entanto, que não basta o candidato ao registro de treinador ter sido jogador por mais de cinco anos. Ele também precisará já ter ocupado o posto de assistente técnico de treinador profissional de futebol, por prazo não inferior a seis meses, como empregado ou autônomo, em clubes ou associações filiadas às ligas ou federações. O projeto, de autoria do ex-senador Luiz Estevão, precisa ainda ser votado na Câmara dos Deputados.

Agencia Estado,

21 de junho de 2001 | 20h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.