Promessa de Felipão de que convocará Diego Costa repercute na Espanha

Técnico da seleção espanhola também demonstra interesse em contar com o atacante do Atlético de Madrid

O Estado de S. Paulo

24 de outubro de 2013 | 13h06

SÃO PAULO - O anúncio do técnico Luiz Felipe Scolari de que a CBF já enviou uma carta para a Fifa, informando que o treinador vai convocar Diego Costa para os amistosos contra Honduras e Chile repercute na imprensa espanhola. O atacante brasileiro, que tem dupla nacionalidade e passa por grande fase no Atlético de Madrid, é cobiçado por Vicente del Bosque para defender a seleção espanhola. O jogador foi convocado por Felipão para dois jogos em março, mas como foi preterido pelo técnico na Copa das Confederações e não disputou nenhum jogo oficial pelo Brasil, ainda pode atuar por outro selecionado.

Em sua versão online, o AS deu como manchete que "Brasil manda uma carta à Fifa convocando Diego Costa". O texto informa que a CBF comunicou formalmente à entidade que convocará o jogador para os amistosos marcados para 15 e 19 de novembro, mesmos dias em que a seleção espanhola também estará em campo. "Para evitar esta convocação e poder atender à da Espanha para os amistosos de La Roja, Diego Costa precisa enviar à própria CBF, com cópia para a Fifa, uma renúncia formal de jogar pelo Brasil, já que ao ter dupla nacionalidade ele precisa renunciar a um dos países."

Usando a declaração de Scolari de que "convocaria Diego Costa se o Mundial fosse hoje" como título, o Marca destaca a disputa entre os técnicos pelo atacante, já que Del Bosque também já manifestou o interesse no jogador. Para o Mundo Deportivo, o caso ainda vai demorar para ter uma solução. "Parece que o impasse de Diego Costa continua a aumentar e as federações espanhola e brasileira não se mostram dispostas corrigi-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.