Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Promotor critica quartas de final em dia de manifestação

Paulo Castilho condena jogos domingo no mesmo dia votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff

O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2016 | 17h58

O Promotor do Juizado Especial Criminal, Paulo Castilho, afirmou que não "vê com bons olhos" os horários programados para as quartas de final do Campeonato Paulista. Segundo ele, é um risco marcar as partidas para domingo, mesmo dia das prováveis manisfestações por causa da votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff.  "Você não consegue efetivo (policial) e acaba misturando cidadão comum com esses meliantes das torcida organizada", afirmou Castilho em entrevista à Rádio Estadão. Ouça abaixo entrevista completa:

A Federação Paulista de Futebol anunciou nesta segunda-feira as datas e os locais das partidas válidas pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Santos e São Bento abrem a próxima fase no sábado, às 18h30, na Vila Belmiro. No domingo, o Corinthians recebe o Red Bull Brasil no Itaquerão, às 16h. Já o São Paulo visita o Audax também no domingo, às 18h30, no estádio Prefeito José Liberatti. E o Palmeiras joga no Allianz Parque contra o São Bernardo na segunda-feira, às 21h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.