Promotor e juiz iniciam trabalhos na Fifa na sexta

A Fifa anunciou nesta terça-feira que seu novo promotor independente, Michael Garcia, e o juiz do seu comitê de ética, Joachim Eckert, vão começar a trabalhar na sexta, quando vão conduzir as primeiras reuniões em seus novos empregos. Garcia e Eckert vão chefiar os dois novos órgãos da renovada comissão de ética, que vão lidar com denúncias de corrupção no futebol mundial.

AE-AP, Agência Estado

24 de julho de 2012 | 09h24

Garcia, um advogado norte-americano, terá a autoridade para reexaminar casos anteriores. A expectativa é para que ele analise escândalos que atingiram recentemente a imagem da Fifa, como o processo de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022, acusações de suborno envolvendo o ex-candidato presidencial Mohamed bin Hammam e o caso em que a ISL, uma extinta empresa de marketing, pagou propina a Ricardo Teixeira e João Havelange.

O Comitê Executivo da Fifa nomeou Garcia e Eckert na semana passada. Eles vão começar a trabalhar nesta sexta-feira, mas a eleição formal de ambos vai acontecer apenas no próximo congresso da entidade, que será realizado em Maurício, em maio de 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFifacorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.