Propostas do exterior dificultam permanência de Guilherme Queiroz na Portuguesa

A direção da Portuguesa já deixou claro que quer manter o atacante Guilherme Queiroz para a próxima temporada. Mas parece que ele está tomando um caminho na contramão do estádio do Canindé. Segundo o próprio empresário do jogador, Wendel Parise, já foram recebidas seis propostas para levar o artilheiro da Série C do Campeonato Brasileiro, com 12 gols. Uma delas seria para atuar no futebol chinês e outra no Oriente Médio. Palmeiras, Santos, Fluminense e Botafogo também teriam feito contato com o representante.

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 20h33

O vínculo de Guilherme Queiroz se encerra em dezembro deste ano, quando poderá assinar contrato com qualquer outro clube sem nenhum gasto de rescisão. Parise garante que nenhuma decisão será tomada antes de uma reunião com a diretoria da Portuguesa, que está na busca de um investidor para conseguir manter o atacante no elenco. "Não posso confirmar nenhuma das ofertas. O que dá para dizer é que sentaremos com a Portuguesa para explicar a situação", afirmou o empresário.

O jogador foi um dos destaques na disputa da Série C. Com 12 gols marcados, mesmo com o time eliminado nas quartas de final, ainda é o maior goleador da competição.

Além de Guilherme Queiroz, a Portuguesa também tenta a renovação do atacante Hugo e do lateral-esquerdo Julinho. O técnico Estevam Soares acertou a sua renovação no início da semana e começa o novo trabalho a partir do dia 23 de novembro, visando o Campeonato Paulista da Série A2.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPortuguesaGuilherme Queiroz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.