Twitter Oficial / Valladolid
Twitter Oficial / Valladolid

Proprietário do Valladolid, Ronaldo revela interesse em ajudar nos treinos

Ex-atacante afirma que buscará melhora na estrutura do clube e reconhece problemas financeiros

Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2018 | 10h30

Proprietário majoritário do Valladolid, Ronaldo fez o seu maior investimento no futebol ao adquirir recentemente 51% das ações do modesto clube espanhol, mas destacou que não deseja ser visto meramente como um investidor. Além de contribuir na gestão da equipe, ele indicou a possibilidade de também ajudar a equipe dentro de campo, com eventuais participações em treinamentos, contribuindo para que o time alcance seus objetivos esportivos.

"É claro que não vim jogar e que também não estou em forma para isso. Como estou, não posso ajudar muito no campo, apesar de que vou começar a treinar e ficar em forma para treinar com os meninos e contribuir um pouco na área técnica, sempre de acordo com o treinador, se eu puder. Na área técnica, acho que também posso contribuir um pouco, estar com as crianças e contribuir com algo da minha experiência. Este será um ano muito importante, para este projeto, o mais importante", afirmou Ronaldo, de 42 anos, em entrevista publicada neste sábado pelo jornal Norte de Castilla, de Valladolid.

Ao diário, Ronaldo indicou que melhorar a estrutura do CT do Valladolid será uma das suas prioridades nesse início de trabalho. E destacou que pretende buscar investidores para isso, diante do orçamento reduzido do seu clube.

"Aqui não temos as melhores instalações do mundo. Temos que ser muito sinceros, apesar de termos boa estrutura. Mas se trata de conseguir as melhores instalações para os nossos jogadores, para a nossa base. Temos que nos preparar para oferecer o melhor aos nossos jogadores. Vamos conversar com todos que puderem nos ajudar, não apenas com o setor público, mas também com o setor privado, buscaremos parceiros para investir em nosso projeto", adiantou Ronaldo.

O astro desembolsou 21 milhões de euros (aproximadamente R$ 100 milhões, na cotação atual) para adquirir 51% das ações do Valladolid. O clube conseguiu o acesso à elite na temporada passada e faz um início de campanha modesto, sem ter feito sequer um gol e tendo somado apenas dois pontos nos quatro primeiros compromissos, o que o levou a iniciar a quinta rodada do Espanhol na zona de rebaixamento.

Ronaldo reconheceu que o clube sofre com problemas financeiros e apontou que permanecer na elite para a próxima temporada é o principal objetivo do Valladolid. E assegurou que mudanças internas, já planejadas, ainda serão implementadas.

"Estamos progredindo, mas isso leva um tempo. No último mês estávamos dependentes do mercado e, além disso, com pouco dinheiro, porque o que entrou pelos direitos de televisão, foi destinado em sua maioria a liquidar a maior parte da dívidas que temos com a Fazenda e deixamos pouco dinheiro para o mercado. De fato, somos o time que passou menos tempo na primeira divisão. Isso nos obrigou a fazer um grande esforço para formar a equipe, mas mantivemos a base do ano passado, que é uma base muito boa na qual confiamos muito. Na estrutura interna ,definimos tudo o que vamos fazer, mas ainda não está montado", explicou o agora dirigente.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.