TV Estadão | 20.07.2015
TV Estadão | 20.07.2015

Comediante faz protesto e joga dinheiro falso em Blatter

Nervoso, presidente interrompe coletiva na sede da Fifa

JAMIL CHADE / CORRESPONDENTE ZURIQUE, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2015 | 10h32

O início da coletiva após a reunião do Comitê Executivo da Fifa, nesta segunda-feira, foi marcado por um protesto contra Blatter, logo no início do evento na sede da Fifa. Um comediante entrou na sala e entregou dinheiro falso ao suíço, numa ironia à compra de votos no processo de escolha de sedes das Copas do Mundo. "Em nome da Coreia do Norte, agradeço o apoio à Copa de 2026", disse.

Ele interrompeu a primeira aparição do suíço diante da imprensa mundial desde que anunciou que renunciaria de seu cargo de presidente. O comediante inglês Lee Nelson jogou notas de dinheiro no dirigente que, abalado, pediu para que se retirasse da sala. Nervoso, Blatter anunciou apenas que sairia por alguns momentos para que o chão, repleto de notas falsas de dinheiro, fosse varrido. "Isso não tem nada a ver com o futebol. Temos de limpar a casa", declarou Blatter.

Visivelmente nervoso, Blatter andava com dificuldade depois do protesto, enquanto a segurança tentava retirar o comediante. "No futebol, nunca se sabe onde está o limite", disse, ao retornar, ainda abalado. "Vejo isso há 40 anos. Liguei para minha mãe morta e ela disse: é só a falta de educação", completou.

O protesto de constrangeu Blatter nesta segunda-feira ocorreu no mesmo dia em que a Fifa confirmou que a sua próxima eleição presidencial será em 26 de fevereiro de 2016, data estabelecida depois de uma reunião na sede da entidade. 

Acometido por uma crise de corrupção sem precedentes, o dirigente venceu as eleições passadas da Fifa, em 29 de maio. Porém, quatro dias depois, foi obrigado a anunciar que convocaria uma novo pleito depois das prisões de sete dirigentes esportivos em Zurique, entre eles José Maria Marin, ex-presidente da CBF.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.