Protestos de torcedores marcou saída dos brasileiros

A saída dos jogadores brasileiros do Arabella Sheraton Hotel, na região central de Frankfurt, neste domingo, foi agitada. Os torcedores que ficaram em frente ao local não economizaram nos xingamentos aos jogadores e membros da comissão técnica que utilizaram o ônibus cedido pela organização da Copa do Mundo.?Sem vergonha, sem vergonha, sem vergonha, time sem vergonha?. Até o refrão de uma música da cantora Ivete Sangalo foi adaptado. Mais de cem pessoas revoltadas passaram a tarde e parte da noite deste domingo na frente do hotel que hospedou a seleção brasileira em Frankfurt. Quase todos eram brasileiros e, no meio, haviam alguns curiosos de outras nacionalidades. Alguns mais exaltados tentaram fechar a frente do veículo, mas foram contidos pelos policias, em bom número. Nenhum incidente ocorreu. Cafu, Robinho, Ricardinho, Rogério Ceni, Luisão, Mineiro, Cicinho, Cris, Fred e Gilberto, além de Carlos Alberto Parreira e outros membros da comissão técnica estavam neste ônibus, que deixou a concentração por volta das 20h30 (hora da Alemanha). Todos seguiram para o Aeroporto Internacional de Frankfurt, de onde embarcaram para o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.