André Penner/AP
André Penner/AP

Protestos deixam um rastro de destruição em torno do Castelão

Foram destruídas placas de boas vindas e de obras de mobilidade urbana, além de vasos dos canteiros nos acessos ao estádio

Lauriberto Braga - Especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

19 de junho de 2013 | 19h25

FORTALEZA - Antes de irem embora os manifestantes do movimento "Mais Pão, Menos Circo" deixaram um rastro de destruição no entorno da Arena Castelão. Foram destruídas placas de boas vindas para a Copa das Confederações, placas de obras de mobilidade urbana e vasos colocados nos canteiros dos acessos ao estádio, onde o Brasil ganhou por 2 a 0 do México.

 

Calculado em 30 mil manifestantes pela organização do movimento, o protesto que começou às nove da manhã durou antes momentos depois do início da partida às 16 horas. O momento mais tenso aconteceu por volta do meio dia quando os manifestantes resolveram marchar para Arena Castelão em enfrentaram um cordão de isolamento feito pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar.

 

Os manifestantes depois de serem atingidos com balas de borracha e spray pimenta revidaram com paus e pedras. O resultado foi que dezenas de protestantes saíram feridos. A Polícia divulgou que oito PMs também foram feridos. Pelo menos dois jornalistas foram atingidos. Uma viatura da Autarquia Municipal de Trânsito foi incendiada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.