Rosiron Rodrigues/Goiás
Rosiron Rodrigues/Goiás

Provável reforço do Palmeiras esteve na mira de rival e foi recordista

Carlos Eduardo, ex-Goiás, recebeu sondagem do São Paulo durante a temporada passada

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de dezembro de 2018 | 04h30

O provável próximo reforço do Palmeiras deve ser o atacante Carlos Eduardo, de 22 anos. O jogador do Pyramids, do Egito, está perto de ser confirmado pela equipe e se apresentar ao técnico Luiz Felipe Scolari com credenciais como a reputação de maior venda da história do Goiás e de ter sido disputado no passado por clubes rivais do Alviverde.

O atacante se transferiu em junho do ano passado para o futebol egípcio em uma negociação de R$ 21 milhões. A venda foi a maior da história do Goiás, clube onde começou a carreira e teve destaque desde as categorias de base. Nascido em Nerópolis, a cerca de 35 km de Goiânia, o atacante veloz e driblador sempre foi uma grande aposta do clube esmeraldino.

Em janeiro de 2017, ainda com 20 anos, o atacante teve o contrato renovado e ganhou um aumento, já para dificultar a saída para outras equipes. Isso, no entanto, não impediu que Flamengo, São Paulo e inclusive o próprio Palmeiras realizassem sondagens. Carlos Eduardo continuou no Goiás e fechou a passagem pelo time com quatro títulos seguidos do Campeonato Goiano.

A diretoria não conseguiu segurá-lo mais em junho, quando o dinheiro dos egípcios foi decisivo. O jogador se despediu em uma entrevista coletiva e revelou na ocasião estar emocionado com o adeus. A passagem do jogador pelo Pyramids tem sido discreta, com um gol em 11 jogos, bem diferente dos números conseguidos no Goiás, como os 12 gols em 59 partidas no ano passado. 

A provável chegada dele ao Palmeiras é para atender a um pedido de Felipão para aumentar a opção de jogadores velozes pelas pontas. A preocupação é ter opções para uma possível saída de Dudu, além de não sentir tanto a ausência de Willian, que sofreu lesão grave no joelho direito e ficará até nove meses parado.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.