Fabrice Coffrini/AFP
Fabrice Coffrini/AFP

Próxima edição da Liga dos Campeões pode ter mais 'grupos da morte'

Uefa muda regulamento da competição para temporada 2015/2016

O Estado de S. Paulo

21 de abril de 2015 | 16h33

A disputa da Liga dos Campeões deve render ainda mais emoção a partir da temporada 2015/2016. No regulamento oficial divulgado nesta terça-feira, a Uefa estabeleceu um novo critério para escolha dos cabeças de chave da fase de grupos e dará prioridade aos campeões nacionais das sete ligas dos países líderes do ranking da Europa.

O pote 1 será composto pelo dono do título da Liga dos Campeões e pelos campeões do Espanhol, Inglês, Alemão, Italiano, Português, Francês e Russo. Caso algum clube conquiste o torneio continental e o nacional de seu país, uma vaga será aberta para o campeão holandês, atualmente o PSV, que garantiu o título antecipadamente.

Com essa mudança, a Uefa impede que dois times de mesma nacionalidade caiam no pote 1, exceto em caso de título da Liga dos Campeões, e amplia a chance de existirem mais "grupos da morte". Até então a entidade abria vagas adicionais para determinados países terem mais de um clube como cabeça de chave. Se o Real Madrid, por exemplo, não se sagrar campeão europeu, ele poderá ser rebaixado ao pote 2 e enfrentar um forte concorrente ao título já na fase de grupos.

Se os campeonatos nacionais terminassem hoje, Barcelona, Chelsea, Bayern, Juventus, Benfica, Lyon e Zenit estariam garantidos como cabeças de chave.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.