Edison Vara / Reuters
Edison Vara / Reuters

Próximo do Santos, Ariel Holan rescinde e deixa a Universidad Católica

Técnico argentino está livre para assinar com o clube da Vila Belmiro

Redaão, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2021 | 21h12

Ariel Holan está ainda mais próximo de ser anunciado como novo técnico do Santos. Nesta quinta-feira, a Universidad Católica comunicou que o treinador exerceu a cláusula que permitia a rescisão do seu contrato, deixando o comando da equipe. Assim, ficou livre para assinar com o clube da Vila Belmiro.

De acordo com o time chileno, Holan optou por encerrar o seu contrato para negociar a sua ida para outra equipe, também permitindo que a direção da Universidad Católica acelere as buscas pelo seu substituto.

"Os motivos da decisão são que Ariel Holan está em conversas avançadas com outros clubes e considerou necessário aprofundar estas conversas para chegar a um acordo e libertar a Universidad Católica para iniciar a procura do seu novo treinador com o maior tempo possível", afirmou o clube.

Holan está em conversas avançadas para a assumir o Santos, substituindo Cuca, que decidiu não permanecer no time para a temporada 2021. O treinador, inclusive, comentou sobre a possibilidade da chegada do argentino na última quarta-feira, após a vitória diante do Corinthians no clássico disputado na Vila Belmiro.

A proposta do Santos para Holan, porém, precisa da aprovação do Comitê de Gestão do clube para que o acerto seja formalizado. Isso pode atrasar o anúncio da contratação do treinador argentino pelo clube por alguns dias. E ele chegará ao time após conquistar o título chileno pela Universidad Católica.

"O futebol tem esses momentos e nossos caminhos se separaram. Serei eternamente grato a toda a família cruzada. Passamos um ano atípico cheio de emoções, mas que ficará para sempre em nossos corações. Quero agradecer aos dirigentes, Juan (Tagle), Tati (Buljubasich) e a todos com quem compartilhamos este caminho que me enche de orgulho. Aos jogadores que se comprometeram com a nossa ideia e com o nosso projeto desde o primeiro dia e foi a chave para um campeonato que ficará na história. A todos os trabalhadores do clube que sempre facilitaram nosso trabalho. E, acima de tudo, quero agradecer a todos os torcedores cruzados pelo apoio em cada jogo, eles nos deram força para competir e ser campeões. Eles estarão sempre no meu coração", disse, em sua despedida do clube chileno.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.