Divulgação/Agência Palmeiras
Divulgação/Agência Palmeiras

'Próximo jogo do Palmeiras é a chance de deixar para trás os insucessos', diz Luan

Zagueiro afirma que jogo diante do Junior Barranquilla, nesta quarta, pode ajudar a superar queda no Paulistão

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

09 de abril de 2019 | 15h26

Um dos poucos destaques do Palmeiras na eliminação diante do São Paulo pelo Campeonato Paulista, o zagueiro Luan poderá fazer sua estreia na Libertadores deste ano na partida desta quarta-feira, contra o Junior Barranquilla, no Allianz Parque. Recuperado de uma lesão na coxa esquerda, ele acredita que o próximo jogo é sempre a oportunidade de superar as derrotas recentes (o time perdeu nos pênaltis diante do São Paulo e para o San Lorenzo na Libertadores). 

"Sempre que eu perco um jogo, eu quero que o próximo chegue o mais rapidamente possível. É um meio de deixar para trás os insucessos e a chance de buscar a vitória. Temos a oportunidade de fazer um grande jogo", afirmou o defensor em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, na Academia de Futebol. 

Luan espera uma torcida impaciente após a queda nas semifinais do Estadual. No domingo, uma pequena parcela chegou a vaiar a equipe após a decisão nos pênaltis. Mas ele afirma que a fase não pode ser considerada tão ruim. "Não podemos acreditar que tudo está errado. Nós conquistamos seis de nove pontos da Libertadores e fomos desclassificados na semifinal do Paulista", afirmou o zagueiro. "Nós tempos oscilado um pouco, mas estamos enfrentando dificuldades normais. Estamos conversando internamente com melhorar o quanto antes", completou. 

A escalação da defesa do Palmeiras ainda não está definida. Domingo, os zagueiros foram Luan e Gustavo Gómez. Se Felipão continuar o revezamento, ele poderá optar por Antonio Carlos e Edu Dracena no jogo desta quarta-feira. O Palmeiras é o segundo colocado do Grupo F com seis pontos enquanto o líder é o San Lorenzo com sete; Melgar tem quatro e o Junior ainda não tem pontos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.