Divulgação/SPFC.NET
Divulgação/SPFC.NET

Próximo presidente do São Paulo poderá ficar no cargo até 2022

Carlos Augusto Barros e Silva pode assumir e ficar por 7 anos

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2015 | 19h49

Logo após Carlos Miguel Aidar oficializar sua renúncia, terá início o processo para a escolha do novo presidente do São Paulo. Por enquanto, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, presidente do Conselho Deliberativo, será o responsável por comandar o clube e, dependendo dos resultados das eleições, pode ficar no comando até 2022.

De acordo com o estatuto do clube, Leco assume interinamente o cargo e tem 30 dias para marcar uma nova eleição. Ele já avisou que vai ser candidato para assumir o mandato de Aidar, que vai até 2017.

Caso assuma o cargo, Leco poderá ser eleito mais duas vezes, já que a substituição de Aidar não é, de acordo com o estatuto do clube, considerada um mandato completo. Assim, ele terminaria o mandato de Aidar e ficaria mais seis anos no poder - dois mandatos de três anos.

Em entrevista à ESPN, o dirigente disse que espera aproveitar a crise para recolocar o São Paulo nos eixos. "Esse é um marco. A proposta é exatamente essa, que se transforme esse momento de crise numa nova era".

Os candidatos à presidência do clube ainda não são conhecidos e existe até a possibilidade de Leco aparecer como chapa única, já que alguns conselheiros da oposição também o apoiam, mas a tendência é que existam pelo menos dois nomes na disputa.

"Vamos encontrar o São Paulo num momento de turbulência, mas precisamos ter ciência que a partir do momento em que estivermos lá, se inicia uma nova trajetória", disse Leco, que chegou a ser cogitado como candidato de Juvenal Juvêncio na eleição realizada no ano passado, mas o ex-presidente acabou optando por Aidar como seu sucessor.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.