Prudente derrota Guarani e acaba com jejum de 10 jogos no Brasileirão

Equipe paulista ainda luta para escapar da zona de rebaixamento para a Série B

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 22h35

Depois de ficar 10 rodadas sem vencer, o Prudente comemorou a sua quinta vitória no Campeonato Brasileiro ao bater o Guarani por 4 a 2, nesta quarta-feira, no estádio Eduardo José Farah, o Prudentão, em Presidente Prudente, pela 26.ª rodada. O resultado foi amplamente justo, mas insuficiente para livrar o Prudente da lanterna, agora com 20 pontos. O Guarani, que teve uma fraca atuação, segue com 33 pontos, em posição intermediária.

Veja também:

Brasileirão - tabela Classificação / lista Resultados

O evidente rebaixamento para a Série B gerou uma incrível tranquilidade ao Prudente, que mostrou um futebol eficiente mesmo sendo dirigido de forma interina por Fábio Giuntini. Para ajudar, o Guarani entrou em campo disperso, pecando na marcação e deixando alguns adversários à vontade. Um deles foi o meia Wesley, considerado o melhor do jogo. Ele marcou dois gols e participou dos outros dois.

O primeiro saiu aos 22 minutos, numa cobrança de pênalti de William. Um minuto antes, Wesley foi agarrado pela camisa por Fabão. Na cobrança, Douglas foi deslocado e a bola entrou no ângulo. Aos 40, Wesley pegou a bola na intermediária, entre cinco adversários. Passou por dois, enganou outros dois e bateu forte no canto esquerdo de Douglas.

No intervalo, o técnico Vágner Mancini fez as suas três alterações. Entraram Apodi, Maikon e Mário Lúcio, respectivamente, nos lugares de Rodrigo Haffner, Fabiano e Geovane. O time campineiro, aparentemente, melhorou. No entanto, Maikon, incumbido de marcar Wesley, vacilou aos 16 minutos. Ele recebeu a bola dentro da área, driblou vários adversários e bateu cruzado, marcando 3 a 0.

O jogo ficou fácil e Wanderley, após tabelar de calcanhar, recebeu de Wesley e completou para as redes com um leve toque de cobertura, aos 28 minutos. No desespero, o Guarani diminuiu. Aos 32, Mazola deu um "elástico" no marcador e foi derrubado na área por Marcelo Oliveira: pênalti. Na cobrança, Mazola bateu fraco e Giovanni quase pegou. A bola escapou de suas mãos e passou por debaixo de seu corpo. No minuto seguinte, após levantamento de Mazola, Reinaldo pegou um bonito voleio e marcou o segundo gol bugrino. A reação parou aí.

Os dois times voltam a campo no próximo sábado. Às 16 horas, o Prudente recebe o Fluminense. Um pouco mais tarde, a partir das 18h30, o Guarani vai enfrentar o Internacional, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

  Grêmio Prudente - 4 - Giovanni; Bruno Ribeiro, Anderson Luís , Diego e Artur Henrique; Anderson Trindade, João Vítor  (Sacha), Roberto e Adriano Pimenta (Marcelo Oliveira); Wesley e William (Wanderley). Técnico: Fábio Giuntini (interino).

  Guarani - 2 - Douglas; Rodrigo Heffner (Apodi), Fabão, Ailson e Márcio Careca; Renan, Paulo Roberto , Fabiano (Maikon) e Geovane (Mário Lúcio); Mazola e Reinaldo . Técnico: Vágner Mancini.

Gols - Willian (pênalti), aos 22, e Wesley, aos 40 minutos do primeiro tempo; Wesley, aos 16, Wanderley, aos 28, Mazola (pênalti), aos 32, e Reinaldo, aos 33 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Guilherme Cereta de Lima (SP).

Renda - R$ 16.710,00.

Público - 882 pagantes.

Local - Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.