Miguel Medina/AFP
Miguel Medina/AFP

PSG e Real só empatam em 0 a 0 na França pela Liga dos Campeões

Equipes de Ibrahimovic e Cristiano Ronaldo decepcionam em Paris

GABRIEL MELLONI, Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2015 | 18h45

Paris Saint-Germain e Real Madrid fizeram, em Paris, o jogo mais esperado desta quarta-feira na Liga dos Campeões. A expectativa de um grande duelo, no entanto, acabou assim que soou o apito inicial. As duas equipes decepcionaram, fizeram um confronto bem abaixo do que podem apresentar e não passaram de um insosso empate por 0 a 0.

Melhor para o Real, que foi à França repleto de desfalques, como James Rodríguez, Gareth Bale e Benzema, e ainda assim arrancou um ponto, que o levou a sete, empatado justamente com o Paris Saint-Germain na ponta do Grupo A. Aos parisienses, restou celebrar a vantagem em relação ao terceiro lugar.

Se PSG e Real seguem invictos na Liga dos Campeões e somam sete pontos, a terceira colocação é do Malmö, que venceu o Shakhtar Donetsk em casa, nesta quarta, por 1 a 0. Os suecos, no entanto, têm somente três pontos. Na próxima rodada estas mesmas equipes voltam a se enfrentar, mas com mandos invertidos, no dia 3 de novembro: Shakhtar x Malmö, em Donetsk, e Real x PSG, em Madri.

Mesmo fora de casa, o Real Madrid começou melhor nesta quarta e levou perigo duas vezes logo de cara. Na primeira, aos dois minutos, Cristiano Ronaldo só não marcou porque Matuidi chegou para fazer o corte. Pouco depois, Marcelo aproveitou sobra de bola na entrada da área e bateu perto do gol.

Mas foi só um susto, porque logo o Paris Saint-Germain equilibrou o confronto, passou a dominar o meio de campo e só não levava perigo por causa da forte marcação do Real. O time espanhol, aliás, ficava menos com a bola, mas seguia mais incisivo quando ia ao ataque. Como aos 25 minutos, quando Kroos recebeu na intermediária e enfiou com precisão para Jesé, mas Trapp saiu bem para bloquear.

O lance empolgou os madrilenhos, que voltaram a pressionar e tiveram os últimos bons momentos do primeiro tempo. Aos 34 minutos, Cristiano Ronaldo teve duas oportunidades seguidas de cabeça, mas parou em Trapp em ambas. Cinco minutos depois, Casemiro avançou pela intermediária e arriscou de longe, mas o goleiro apareceu bem novamente para desviar.

A história da etapa final foi semelhante à do primeiro, com um início bastante movimentado. Com cinco minutos, o PSG já havia chegado uma vez, com Cavani, e o Real respondido, com Cristiano Ronaldo. A falta de pontaria de ambos os lados, no entanto, garantia o 0 a 0.

Também como no primeiro tempo, os donos da casa demoraram para encaixar o meio de campo e quando o fizeram, melhoraram. Aos 18 minutos, Ibrahimovic levou perigo de cabeça. Praticamente na sequência, Di María recebeu na entrada da área e bateu, a bola desviou e quase matou Keylor Navas.

Superior, o PSG foi para frente com as entradas de Lucas e Pastore, mas foi o Real quem criou a melhor chance da partida em um contra-ataque. Lucas Vázquez arrancou pela direita, cruzou e a bola ficou com Marcelo. O brasileiro ajeitou na esquerda para Cristiano Ronaldo, que chegou batendo rente à trave, no último grande momento de perigo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.