François Lo Presti/ AFP
François Lo Presti/ AFP

PSG está disposto a jogar a Liga dos Campeões no exterior se não puder na França

Possibilidade foi levantada após o governo francês cancelar todos os eventos até agosto

Redação, AFP

29 de abril de 2020 | 09h38

O presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaïfi, declarou nesta terça-feira que seu clube, classificado para as quartas de final da Liga dos Campeões, está pronto para jogar no exterior "se não for possível na França", depois que o governo anunciou que esta temporada não será retomada.

"Com o acordo da Uefa, esperamos participar na fase final da Liga dos Campeões no local e nas datas em que for organizada. Se não for possível jogar na França, disputaremos nossos jogos no exterior, garantindo as melhores condições de segurança sanitária para nossos jogadores e funcionários", afirmou o dirigente catari em um comunicado.

Sua declaração foi dada horas depois que o primeiro-ministro francês Edouard Philippe fechou as portas para o retorno da competição antes de agosto, "mesmo com portões fechados", como havia dito o ministério dos esportes. "Respeitamos a decisão do governo francês", acrescentou Nasser Al-Khelaïfi.

Com o futebol suspenso desde março devido à pandemia de coronavírus, a Uefa está trabalhando na possibilidade de encerrar a Liga dos Campeões em agosto, de acordo com um documento ao qual a AFP teve acesso: as oitavas seriam nos dias 7 e 8 e as quartas, fase em que o PSG já está garantido, nos dias 11 e 15.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.