PSG faz má campanha e é demitido

Se Mustafá Contursi fosse o presidente do Paris Saint-Germain, e não do Palmeiras, estaria correndo o sério risco de ser demitido. Nesta sexta-feira, o grupo que controla o capital do time francês, o Canal Plus, anunciou que está demitindo o presidente do clube Laurent Perpère por uma simples razão: em seus cinco anos à frente do PSG de Ronaldinho Gaúcho, o presidente não conseguiu conquistar títulos importantes e vem apresentando um futebol de baixa qualidade.Perpère será substituído por Francis Graille ao final desta temporada, que termina em junho e que está sendo uma das piores da história do time. Atualmente, o PSG ocupa a nona posição na classificação e, na avaliação de seus investidores, a má atuação começa a dar prejuízos.Mas a decisão do Canal Plus não se limita na demissão de Perpère. O novo presidente escolhido pelos investidores, Graille, terá que comprar 15% das ações do clube para garantir seu comprometimento de que fará de tudo para que o PSG volte a conquistar títulos na França e na Europa.Sobre a liberdade do novo presidente em escolher seus assessores, o Canal Plus garante que não interferirá nas decisões administrativas de Graille, que ficou conhecido por ter tirado o time do Lille da segunda divisão do campeonato francês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.